Dez 09
Estratégias de sindicalização de gráficos e de outras categorias foram levantadas em evento internacional na cidade colombiana de Medellín durante um encontro paralelo a 4ª Conferência da UNI Américas nesta terça-feira (6). O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Gráficos (STIG) de Barueri/Osasco e dirigente da Federação paulista da classe (Ftigesp), Álvaro Ferreira, que participou da atividade, expôs algumas de suas experiências à frente do STIG referente as iniciativas e dificuldades para sindicalizar, bem como ouviu relatos de outros dirigentes, inclusive do presidente do STIG Jundiaí e também dirigente da Ftigesp, Leandro Rodrigues, além das vastas experiências de gráficos de outros países, bem como de sindicalistas dos papeleiros, comerciários, vigilantes e etc.

O Fórum de Sindicalizadores da UNI Américas agregou várias dirigentes experientes do movimento sindical das três Américas, com destaque aos gráficos brasileiro e argentino Leonardo Del Roy (presidente da Ftigesp), João Luis (presidente do STIG Niterói/RJ) e Adriana Rosenzvaig (atual secretária geral da UNI Américas e ex-secretária geral da UNI Global - entidade intersindical mundial que reúne gráficos e diversas categorias).

"Foi um momento rico de informação e troca de saberes e experiências sobre este tema, mas, infelizmente, constatamos que continua em alta a política antissindical dos patrões nas Américas em todas as categorias", relatou Álvaro Ferreira. No caso dos gráficos, em especial, o que mais chamou a atenção do dirigente foi o relato dos sindicalistas uruguaios referente aos abusos cometidos pela gráfica multinacional Quebecor. A empresa demitiu cerca de 300 trabalhadores após se sindicalizarem em demonstração de violação à liberdade e organização sindical. Não sabe-se informar ainda se eles receberam as verbas rescisórias. Vários outros relatos de abusos nas unidades da Quebecor logo surgiram no evento.

Na ocasião, sob a liderança da UNI Américas, gráficos e outras classes puderam socializar uma gama de desafios contra o movimento sindical. Na sequência, puderam analisar e traçar conjuntamente as estratégias de resistência da organização e a sindicalização da classe trabalhadora. "Foi um grande evento, onde, além da troca de experiências, nos uniu cada vez mais, porque integrou todos do movimento sindical de classes e países distintos das Américas para somar seus conhecimentos com o objetivo de fortalecer e manter constante o debate e a nossa batalha em defesa dos gráficos e de toda a classe trabalhadora", concluiu Ferreira.

written by FTIGESP

Dez 08

written by FTIGESP

Dez 08
Os gráficos da Emepê, em Vinhedo, mesmo com plano de saúde grátis e jornada de trabalho semanal menor de 41 horas, fruto de antigas lutas, participaram ativamente das assembleias contra o novo ataque patronal durante a campanha salarial 2016, lideradas pelo sindicato da classe (Sindigráficos). Com isso, conseguiram reduzir o período de defasagem do salário com o parcelamento definido na nova Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, onde estabeleceu a 1ª em novembro (5%) e a 2ª sobre o salário em março/17 (3,33%). Terão a 2ª parcela já no próximo mês. Os funcionários junto com o Sindicato já estão inclusive com outras reivindicações em processo. Já houve a abertura sobre um novo plano de saúde e haverá uma reunião em janeiro sobre a forma e os valores relativos à participação nos lucros e resultados no local. Também está em negociação o novo acordo para manter a jornada e o Dia do Gráfico. LEIA AQUI A MATÉRIA COMPLETA

FONTE: STIG JUNDIAÍ

written by FTIGESP

Dez 08
Concluímos neste momento Assembleia com associados e diretores eleitos para tratar sobre a previsão orçamentária para o ano de 2017. Na próxima semana iremos distribuir informativo nas empresas com as decisões deliberadas hoje. Um bom final de semana a todos os Trabalhadores e Trabalhadoras.

FONTE: STIG GUARULHOS

written by FTIGESP

Dez 08
Em 2017, o tradicional Campeonato de Futebol Society do Sindigráficos será realizado no mês de abril. De acordo com o Sindigráficos, a decisão de trocar a data dos jogos, que nos últimos anos aconteceram em janeiro, foi acordada em reunião entre o próprio Sindicato e os líderes das equipes. "Em breve, anunciaremos o período de inscrição dos times! Vale lembrar que todos os atletas que pretendem participar devem ser sócios do Sindigráficos", lembrou o presidente do Sindicato, Álvaro Ferreira da Costa. Os jogos acontecem na quadra do Metal Clube (Clube do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região), localizado no Rochdale. Neste ano, a equipe vencedora foi a Brasilgráfica, que marcou 10 gols no último jogo. "O Campeonato é um momento de lazer para os trabalhadores e de interação e diálogo com o próprio Sindicato, algo muito importante para estarmos cientes das demandas do dia a dia e permanecermos unidos nas lutas da categoria", afirmou o presidente.

FONTE: STIG BARUERI/OSASCO

written by FTIGESP

Ir para página 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  última